Administração

Administração

Avaliação do Curso pelo MEC

As avaliações são realizadas periodicamente através da Comissão Própria de Avaliação (CPA). O corpo discente avalia o corpo docente e coordenação; o corpo docente avalia a coordenação e a instituição; o corpo técnico administrativo, coordenação e direção avaliam o corpo docente.

Corpo Docente

DOCENTE

TITULAÇÃO

AFONSO PEREIRA

MESTRE

ANTÔNIO ADRIANO ALVES DE SOUZA

MESTRE

CARLOS EUGÊNIO RIOS FERNANDES

 

ESPECIALISTA

CLAUDEMIR RANGEL DOS SANTOS

DOUTOR

CRISTIANA BARBOSA MOREIRA GOMES

ESPECIALISTA

DIEGO RODRIGUES HOLANDA

MESTRE

ERIKA BATAGLIA DA COSTA

MESTRE

FÁBIO HENRIQUE FONSECA

 

MESTRE

GLEDSON ATONIO DE AGUIAR

ESPECIALISTA

IMELDE BEZERRA TOLETO

MESTRE

JOÃO LUIS JOSINO SOARES

MESTRE

JOÃO LUIZ SARAIVA DE SOUZA BENTO

 

MESTRE

JORGE CLECIO DE MORAIS DIAS

ESPECIALISTA

JOSÉ EDSON DA SILVA

ESPECIALISTA

JOSÉ JORGE DA SILVA JUNIOR

MESTRE

JOSÉ WILSON BARRETO

ESPECIALISTA

LAMARTINE MOREIRA LIMA DAVID

MESTRE

LUMA LOUISE SOUSA LOPES

MESTRE

MARCIA HELENA NIZA RAMALHO SOBRAL

 

DOUTOR

MARIETE XIMENES ARAUJO LIMA

 

MESTRE

PAULO SERGIO TEMOTEO

DOUTOR

RICARDO CESAR DE OLIVEIRA BORGES

 

DOUTOR

ROBERTO ANTÔNIO DE SOUSA DA SILVA

DOUTOR

RONALDO FERREIRA DE SOUSA

MESTRE

 

SALVIANO JOSÉ DE OLIVEIRA FILHO

 

ESPECIALISTA
SARA RAQUEL DE MELO FERREIRA

MESTRE

 

SÉRGIO MENEZES VARELA

MESTRE

SILFRAN MARTINS DE SOUZA

DOUTOR

VIVIANI XAVIER DE AVELAR ROCHA

MESTRE



Finalidade do Curso e Objetivos

  • Proporcionar aos alunos uma formação profissional fundamentada nos princípios éticos, técnico-científicos, específicos e universais na área de Administração, conscientizando-os de suas atitudes críticas e responsabilidades sociais
  • Dotar o estudante da compreensão do “todo organizacional”, assimilando as diferentes concepções e estratégias que propiciam a tomada de decisão em um mundo de interdependência
  • Desenvolver as habilidades de natureza lógica, crítica e analítica para o processo decisório na busca pela solução dos problemas organizacionais
  • Desenvolver habilidades para o uso dos modernos instrumentos de gestão
  • Estimular a visão de responsabilidade social e compromisso ético de forma a incentivar a execução de ações sociais nas organizações em que forem atuar
  • Proporcionar o desenvolvimento da capacidade empreendedora
  • Estimular o espírito inovador e criativo como elementos de alavancagem na geração de negócios e no desenvolvimento dos empreendimentos e fomentar a consciência da necessidade de aperfeiçoamento permanente
  • Desenvolver capacidade de negociação, comunicação, liderança e estimular as habilidades capazes de promover e integrar o trabalho em equipe

Habilidades Desenvolvidas pelos Profissionais da Área

Ao concluir o Curso de Bacharelado em Administração da FATENE você será capaz de:

  • Reconhecer e definir problemas, equacionar soluções, pensar estrategicamente, introduzir modificações no processo produtivo, atuar preventivamente, transferir e generalizar conhecimentos e exercer, em diferentes graus de complexidade, o processo de tomada de decisão.
  • Desenvolver expressão e comunicação compatíveis com o exercício profissional, inclusive nos processos de negociação e nas comunicações interpessoais ou intergrupais.
  • Refletir e atuar criticamente sobre a esfera da produção, compreendendo sua posição e função na estrutura produtiva sob seu controle e gerenciamento.
  • Desenvolver raciocínio lógico, crítico e analítico para operar com valores e formulações matemáticas presentes nas relações formais e causais entre fenômenos produtivos, administrativos e de controle, expressando-se de modo crítico e criativo diante dos diferentes contextos organizacionais e sociais.
  • Ter iniciativa, criatividade, determinação, vontade política e administrativa, vontade de aprender, abertura às mudanças e consciência da qualidade e das implicações éticas do seu exercício profissional.
  • Desenvolver capacidade de transferir conhecimentos da vida e da experiência cotidianas para o ambiente de trabalho e do seu campo de atuação profissional, em diferentes modelos organizacionais, revelando-se um profissional adaptável.
  • Desenvolver capacidade para elaborar, implementar e consolidar projetos em organizações.
  • Desenvolver capacidade para realizar consultoria em gestão e administração, pareceres e perícias administrativas, gerenciais, organizacionais, estratégicos e operacionais.

Matriz Curricular

Clique para baixar o arquivo com a matriz curricular.

Mercado de Trabalho e Campos de Atuação do Profissional da Área

De acordo com os artigos 2º da Lei nº 4.769/65 e 3º do Regulamento aprovado pelo Decreto nº 61.934/67, a atividade profissional de Administrador será exercida, como profissão liberal ou não, mediante:

  • a) elaboração de pareceres, relatórios, planos, projetos, arbitragens e laudos, em que se exija a aplicação de conhecimentos inerentes às técnicas de organização.
  • b) pesquisas, estudos, análises, interpretação, planejamento, implantação, coordenação e controle dos trabalhos nos campos de administração geral, como administração e seleção de pessoal, organização, análise, métodos e programas de trabalho, orçamento, administração de material e financeira, administração mercadológica, administração de produção, relações industriais, bem como outros campos em que estes se desdobrem ou com os quais sejam conexos.
  • c) exercício de funções e cargos de Administrador do Serviço Público Federal, Estadual, Municipal, Autárquico, Sociedades de Economia Mista, empresas estatais, paraestatais e privadas, em que fique expresso e declarado o título do cargo abrangido.
  • d) o exercício de funções de chefia ou direção, intermediária ou superior, assessoramento e consultoria em órgãos, ou seus compartimentos, da Administração pública ou de entidades privadas, cujas atribuições envolvam principalmente, a aplicação de conhecimentos inerentes às técnicas de administração.
  • e) magistério em matérias técnicas do campo da administração e organização.

Parágrafo único. A aplicação do disposto nas alíneas c, d e e não prejudicará a situação dos atuais ocupantes de cargos, funções e empregos, inclusive de direção, chefia, assessoramento e consultoria no Serviço Público e nas entidades privadas, enquanto os exercerem.

Perfil do Administrador

Apresentamos o perfil do Administrador tomando como base os resultados da Pesquisa Nacional: Perfil, Formação, Atuação e Oportunidades de Trabalho do Administrador quanto ao seu perfil, realizada no ano de 2011, destacando aspectos pessoais e aspectos da sua posição diante do mercado de trabalho profissional.

A MAIORIA

  • É do sexo masculino, casado e com dependentes
  • Tem idade média de 39,3 anos
  • É egresso de universidades particulares
  • Concluiu o curso de Administração entre 2000 e 2011
  • Possui especialização em alguma área da Administração
  • Trabalha em empresas de grande porte (serviços e indústria) e órgãos públicos
  • Atua nas áreas de Administração Geral e Finanças
  • Possui carteira profissional assinada
  • Ocupa cargos de gerência
  • É registrado no CRA

GÊNERO

O número de Administradoras vem crescendo continuamente. Em 1994, era de 21%; em 1998, de 25%; em 2003, de 30%; em 2006, de 33% e, na pesquisa atual, de 2011, atingiu 35% (Figura 2). Em 17 anos, o percentual de Administradoras teve um crescimento em termos percentuais de 67% (35%, em 2011, contra 21%, em 1994).

TEMPO DE FORMADO

Em 2006, 54,59% dos Administradores participantes do trabalho havia se formado nos cinco anos anteriores à pesquisa. Em 2011, 42,40% concluiu sua graduação entre 2006 e 2011, podendo-se perceber que a redução daquele percentual pode representar uma maior distribuição do contingente de novos Administradores.

NATUREZA DAS IES

As instituições de natureza privada prevalecem como formadoras dos Administradores (84,18%).

IDIOMAS

Embora 47,20% dos Administradores tenham informado não dominar nenhum idioma estrangeiro, 42,34% disseram dominar o inglês. A média de idioma estrangeiro dominada pelo conjunto de Administradores pesquisados foi de 0,7.

Entre os Administradores que dominam algum idioma estrangeiro, a maioria deles (35,75%) domina apenas um idioma, 14,28% dominam dois idiomas e, apenas, 2,30% dominam três ou mais idiomas.

EMPREGABILIDADE

O índice dos que declaram possuir carteira profissional assinada aumentoucomparativamente aos das pesquisas anteriores (67,87% em 2006 e 78,48% em 2011).

RENDA INDIVIDUAL

Os dados da pesquisa 2011 revelam um aumento de 10% no registro em carteira em comparação à pesquisa de 2006. Seguindo a mesma tendência de 2006, a concentração de respostas quanto à renda individual mensal do Administrador (43,37%) encontra-se na faixa entre 3,1 e 10,0 salários mínimos (SM).

A renda média aproximada do Administrador foi de 9,7 SM, calculado mediante os pontos médios e o número de respondentes em cada uma das faixas, equivalente, em abril de 2011, a R$ 6.220,00 (seis mil duzentos e vinte reais).

Considerando o aumento real do SM no período, pode-se inferir que a variação é desprezível. Com relação às faixas salariais de 15,1 e 20 SM e de 20,1 a 25 SM, houve queda com variação de 1% e de 2% respectivamente. Quanto à faixa de mais de 25 SM, houve efetivamente queda de 7%, demonstrando que as empresas estão revendo sua política salarial nesse patamar.

ÁREA FUNCIONAL

As grandes áreas funcionais (Administração Geral, Financeira, Vendas e Recursos Humanos) atingiram 58,82% do total de respondentes em 2011, sendo possível afirmar tratar-se das áreas mais demandadas da Administração.

A Administração Geral em 2011 manteve alto o índice de alocação de Administradores, embora o seu percentual tenha sido reduzido considerando a pesquisa de 2006. Interessante verificar que Recursos Humanos, que vinha decrescendo ano após ano, nesta pesquisa apresentou uma recuperação em relação à de 2006, passando de 6,73% para 9,46%.

CARGOS OCUPADOS

Os Administradores continuam sendo bem aceitos como Gerentes. O cargo de Técnico alcançou um significativo aumento, passando de 3,65% para 6,94%. A ocupação do cargo de Analista por Administradores passou de 12,75%, em 2006, para 19,10%, em 2011, confirmando uma tendência para o aumento desse cargo, tanto no setor público quanto no setor privado. O percentual dos Administradores que se declararam Analistas atuantes no setor público foi de 49,23% e no setor privado foi de 50,77%.

Perfil Profissional do Egresso

O Curso de Administração da FATENE proporciona ao egresso uma formação generalista que o capacita a compreender as questões técnico-científicas e socioeconômicas da sua área, bem como a identificar e solucionar problemas nos diversos ambientes organizacionais, respeitando as diferenças regionais e locais.

Com corpo docente altamente qualificado, equipamentos modernos, bibliografia atualizada, instalações adequadas e concepção pedagógica que respeita a totalidade do ser humano e da educação, o curso contempla as exigências da Lei 9.394/96 na formação de cidadãos responsáveis e profissionais competentes. Assim, o curso também atende à grande demanda existente no mercado de trabalho por profissionais desta área, proporcionando maior empregabilidade àqueles que o concluírem.

O curso de Administração da FATENE forma profissionais com o perfil desejado pelo setor produtivo e garante as condições para que o graduando atinja o perfil traçado. O Curso de Administração oferece as condições para que o bacharel na área compreenda as questões científicas, técnicas, sociais e econômicas da produção e de seu gerenciamento e o prepara para que domine os diversos níveis do processo de tomada de decisão.

Ao assegurar as ferramentas teóricas e praticas para que ele desenvolva o gerenciamento qualitativo adequado, revelando a assimilação de novas informações e apresentando flexibilidade intelectual e adaptabilidade contextualizada no trato de situações diversas, presentes ou emergentes, o curso o torna apto a atuar nos vários segmentos do seu campo de atuação.

PPC e NDE

O NDE é constituído de professores com alto desempenho acadêmico e profissional, imbuídos do propósito de orientar a tomada de decisões no âmbito do curso de Bacharelado em Administração no que se refere aos aspectos pedagógicos do curso, o que inclui a revisão sistemática do Projeto Pedagógico do Curso (PPC), a atualização e acompanhamento da matriz curricular, atualizações de ementas, acompanhamento e sugestão de melhorias do acervo bibliográfico, entre outras ações.

O NDE de Administração é composto pelos professores:

Prof. João Luis Josino Soares
Profª Cristiana Barbosa Moreira Gomes
Prof. José Jorge da Silva Junior
Profª Luma Louise Sousa Lopes
Prof. Paulo Sérgio Temoteo
Prof. Silfran Martins de Souza

Clique aqui para fazer o download do PPC

Resumo do Curso

O curso superior de Administração é estruturado de acordo com as orientações e normas da Lei das Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9694/1996), das diretrizes curriculares nacionais: parecer 23/2005 – CNE/CES (Diretrizes Curriculares Nacionais para Cursos de Administração – aprovada em 03.02.2005), e da Resolução 04 – de 13 de julho de 2005 – Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Administração), bem como o atendimento aos Padrões de Qualidade estabelecidos pelo Ministério da Educação e Cultura e às Normas Institucionais da Faculdade Tecnológica do Nordeste.

O curso engloba os conhecimentos, as competências e as habilidades que compõem o perfil do profissional de Administração, num conjunto de atividades e conteúdos que o preparam para o saber fazer (competências e habilidades) e para o saber ser (atitudes, posturas, valores).

Turnos por Campus

Campus Fortaleza: Noturno


compartilhe:

Top